Buscar
  • Drª Lais Carvalho

Aspecto das unhas pode indicar como anda a saúde do corpo

As unhas são lâminas de queratina que recobrem o final dos dedos. Elas tanto podem ser o reflexo de uma vaidade bem alimentada, quanto de uma saúde comprometida. Unhas fracas, acometidas de uma infecção por fungos, unhas com manchas e mesmo as roídas devem ser considerados como um alerta que algo não está indo muito bem: com a unha propriamente dita, com o organismo, ou com a estrutura emocional da pessoa.

Normalmente, a espessura da unha saudável varia de 0,5 a 0,75mm. O crescimento é cerca de 0,1mm nas unhas das mãos, e mais lento nas unhas dos pés, mas há variações individuais. As alterações patológicas das unhas são bastante variadas, podendo ser hereditárias ou adquiridas. Podem ser causadas por danos locais ou por repercussões de doenças dermatológicas e/ou sistêmicas.

Entre algumas doenças e problemas de saúde que podem ser detectados a partir de alguns aspectos das unhas estão:

Doenças hepáticas: unhas brancas e estriações brancas transversais

Doenças renais: unhas metade branca e metade rosa

Doenças cardíacas: leito da unha é avermelhado

Doenças pulmonares: a unha fica espessada, cresce muito lentamente e vai se tornando amarelada

Anemia: o leito das unhas é pálido

Diabetes: unhas amareladas

Mas, sem dúvida, a principal conduta é fazer um diagnóstico correto e avaliar se há correlação com outras doenças orgânicas. Cada doença será tratada conforme seu diagnóstico e, portanto, os tratamentos são bastantes variados.

Cuidados com as unhas

Tenha as unhas sempre secas, limpas e curtas para afastar as bactérias e outros micro-organismos infecciosos.

Se as unhas dos pés estão grossas, deixe-as em água quente com sal por 5 a 10 minutos, aplique um creme à base de ureia, que vai amolece-las e facilitar o corte.

O corte das unhas deve ser reto, sem curvas nas bordas.

Evite morder/roer as unhas e não remova a cutícula.

As unhas encravadas não podem ser manipuladas, especialmente se já estiverem infectadas. Procure um profissional para avaliar o caso e fazer o procedimento necessário.

Secreção, dor, alterações no formato, manchas podem ser sinais de problemas mais sérios, que demandam uma visita ao seu dermatologista.



Mundo Dermato

431 visualizações

© 2018 Lais Carvalho. Todos os direitos reservados.